sábado, 29 de novembro de 2008

Um gesto de Solidariedade


A situação de calamidade decorrente das chuvas provocaram inundações e mortes no Estado de Santa Catarina. A Defesa Civil Municipal do RJ oferece seis postos de coleta de doações para as vítimas da enchente de Santa Catarina. Com a campanha, "Para você, uma boa ação."

A sede da Defesa Civil fica aberta 24h por dia, enquanto os núcleos recebem doações de segunda a sexta, das 9h às 17h. Os endereços são:

Sede: Rua Visconde de Santa Isabel, 32, Vila Isabel
Nudec (Núcleos da Defesa Civil):

Barra:
Avenida Ayrton Senna, 2001

Bangu:
Rua Silva Cardoso, 349

Méier:
Rua 24 de Maio, 931 (fundos)

Pedra de Guaratiba:
Rua Belquior da Fonseca, 167

Irajá: Rua Monsieur Félix, 512


Já a Defesa Civil estadual também iniciou uma campanha para a arrecadação de alimentos e produtos de limpeza e higiene pessoal para ajudar as vítimas das enchentes em Santa Catarina.

Com o slogan "Para você, uma boa ação.
Para eles, a chance de recomeçar"
,

o órgão disponibilizou 13 quartéis do Corpo de Bombeiros para serem efetuadas as votações. O material recolhido será embalado e enviado para o governo catarinense.

Entre os itens que podem ser doados estão produtos de higiene pessoal e limpeza, alimentos não perecíveis (como leite em pó), água mineral engarrafada e selada e fralda descartável. Roupas em condições de uso imediato também podem ser entregues e devem estar acondicionadas em embalagens plásticas, devidamente identificadas por tamanho e sexo (masculino ou feminino).

As doações poderão ser feitas nos seguintes quartéis:
Central - Praça da República, 45, Centro

Humaitá - Rua Humaitá, 126

Niterói - Rua Marquês do Paraná, 134, Centro

Vila Isabel - Rua 8 de Dezembro, 456

Méier - Aristides Caire, 56
(próximo Hospital Salgado Filho)


Grajaú- Rua Marechal Jofre, 80

Jacarepaguá - Rua Henriquete, 99 (Tanque)

Campo Grande - Cesário de Melo, 3226
(em frente ao Hospital Rocha Faria)


Copacabana - Rua Xavier da Silveira, 120
(próximo da estação do Metrô)


Gávea - Major Rubens Vaz, 194

Ilha do Governador - Estrada do Galeão , s/n - Garabu

Barra da Tijuca - Ayrton Senna, 2001

Barra da Tijuca - Rua Lúcio Costa, s/n



"Ajude as vítimas das enchentes em Santa Catarina.
Se você puder trazer para o evento roupas,
alimento não perecível, cobertores, toalhas e objetos
para casa que você não usa mais.
Para quem perdeu tudo o que tinha,
sua ajuda será muito importante! ".

Quando esvaziamos os nossos armários
doando o que não mais usamos e está sem movimento,
abrimos a porta para prosperidade.


A cada achado em seu armário afirme...
“Abro os portais para o novo em minha vida e que seja abençoado quem o for usar !" Paz Profunda!


Mayra Shams

6 de dezembro de 2008–de 16h às 23h/sábado
Local: Carioca Esporte Clube
Rua Jardim Botânico, 650 .


As secretarias regionais da região do Alto Vale do Itajaí

(Blumenau, Brusque, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville e Timbó)

também montaram bases de arrecadação e distribuição. As pessoas interessadas em doar materiais devem ir nos seguintes locais:


- Colégio Victor Hering
Rua Antônio Cândido Figueiredo, 399, Bairro Vila Nova --Blumenau;


- Fenarreco
Rodovia SC-486, próximo à Havan, centro --Brusque;


- Parque da Marejada
Av. Victor Konder, s/n, Bairro Fazenda --Itajaí;


- Arena Multiuso Jaraguá
Rua Gustavo Hagedorn, s/n, Centro -Jaraguá do Sul;


- Colégio Osvaldo Aranha
Rua Lindóia, Bairro Glória --Joinville;


-Depósito da Secretaria Regional
Rua Nereu Ramos, 913, Centro -Timbó.



São Paulo

A Cruz Vermelha Brasileira e a Comdec (Coordenadoria Municipal da Defesa Civil-SP) anunciaram a criação de postos para arrecadar doações para as vítimas das chuvas que atingem Santa Catarina.


A arrecadação vai funcionar 24 horas na sede da Comdec --na rua Afonso Pena, 130, no bairro Bom Retiro,e na sede da Cruz Vermelha Brasileira --na avenida Moreira Guimarães, 699, no bairro Saúde. As defesas civis das subprefeituras receberão doações em horário comercial.


Os postos vão receber doações de roupas, calçados, cobertores, fraldas, água potável, material de higiene,alimentos não perecíveis, entre outros. Além da sede da Cruz Vermelha Brasileira, é possível fazer doações nos seguintes postos da entidade (horário comercial):

- Colégio Santo Ivo
Rua Paço da Pátria, 1705, Alto da Lapa


- Iolanda e Marcelo
Avenida Henrique Franco, 135


- Limoeiro -
São Miguel Paulista pelo fone: 2025-7369


- ACM - Associação Cristã de Moços
Avenida das Flores, 453 - Jd. das Flores --Osasco


- Restaurante Mostarda
Av. Luis Carlos Berrini, 483, Brooklin Novo


- Escola Oriental de Massagem e Acupuntura
Avenida Diederichsen, 1000, Jabaquara próximo ao metro Conceição


- Felicita Beauty
Rua Dr. Cesário Mota Jr, 383, Vila Buarque Consolação


- Supermercado Papini,
Avenida Professor Papini, 232, Cidade Dutra


- Condomíno Jd. Office Tower
Alameda Joaquim Eugênio de Lima, 881, Jardins



Mais informações sobre como ajudar:
http://www.sc.gov.br/
www.defesacivil.sc.gov.br


Defesa Civil de SC alerta sobre ação de golpistas pela Internet. A Defesa Civil não envia mensagens eletrônicas com pedidos de auxílio.


A Defesa Civil catarinense abriu duas contas bancárias para receber doações em dinheiro para ajudar as pessoas atingidas pelos desastres naturais.O dinheiro servirá o Fundo Estadual da Defesa Civil, pelo CNPJ - 04.426.883/0001-57.


Os interessados em contribuir podem depositar qualquer quantia nas contas:

Banco do Brasil
- Agência 3582-3, Conta Corrente 80.000-7.

Caixa Econômica Federal
- Agência 1877, operação 006, conta 80.000-8

Bradesco S/A - 237 Agência 0348-4, Conta Corrente 160.000-1

Itaú S/A
- 341, Agência 0289, Conta Corrente 69971-2

SANTANDER
- 033, Agência 1227, Conta Corrente 430000052



Nome da pessoa jurídica é Fundo Estadual de Defesa Civil, CNPJ - 04.426.883/0001-57


* Todo dinheiro arrecado será utilizado para compra de mantimentos para os desalojados.



As contas bancárias abertas para receberem doações em Santa Catarina em nome do Fundo Estadual de Defesa Civil registravam na sexta-feira (28) um saldo de R$ 3.553.424,00. Deste total, R$ 800 mil foram doados pelo Banco do Brasil (R$ 500 mil) e pelo Bradesco (R$ 300 mil). O restante é de pessoas físicas e jurídicas.

Voluntários de outros municípios podem entrar em contato com as diversas instituições públicas, particulares e não-governamentais que organizam as campanhas. As empresas que pretendem fazer grandes quantidades de donativos devem ligar para os telefones (48) 40099886 ou 40099887.

Os telefones da Central de Operações da Defesa Civil do Estado devem ser utilizados apenas no caso de emergência. Voluntários especializados em saúde, salvamento, resgate ou outras éreas de apoio, podem fazer contato pelo telefone (48) 40099848.

Na área da saúde, os voluntários precisam fazer o seu cadastro no site www.saude.sc.gov.br . A orientação é para que ninguém se desloque para fazer atendimentos sem o cadastro, pois é preciso organizar os grupos de trabalho, conforme as necessidades de cada região afetada.

Centrais de Arrecadação e Distribuição que precisam de voluntários - Blumenau: (47) 33245100; Brusque: (47) 33998630; Itajaí: (47) 33498718; Joinville: (47) 34312800.

Alguns pontos de arrecadação que podem precisar de voluntários - Cruz Vermelha: (48) 32446681; Batalhão Militar: (48) 32397100; Sesc: (48) 32292200.

Pontos de coleta de arrecadação em Florianópolis - Procon, Portal Turístico, Supermercado Giassi, Jan Bebidas (Rua Ivo Silveira), Sicoob, UFSC, Lojas Cassol, 1ª DP (Centro), 2ª DP (Saco dos Limões), 5ª DP (Trindade), 8ª DP (Ingleses), 10ª DP (Lagoa da Conceição), Cadepol (Canasvieiras).

Pontos de coleta de arrecadação em Biguaçu - Secretaria de Assistência Social.

Pontos de coleta de arrecadação em São José - Secretaria de Ação Social - Cidade das Crianças


quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Feira da Providência



Começou Ontem e vai até domingo,
dia 30 de novembro, no RioCentro
a 48ª edição da Feira da Providência.
Expositores de 44 países,
além de representantes de 16 estados brasileiros,

apresentarão um show de diversidade cultural.
Uma ótima oportunidade para comprar um presente de natal
bem original com descontos de até 50%. Toda a renda do evento será doada a milhares de famílias
assistidas pelo Banco da Previdência.



Meia entrada para estudantes com comprovantes
e idosos, acima dos 60 anos.
Entrada franca para crianças de até um metro de altura.


48º Edição da Feira da Providência
26 a 30 de novembro de 2008 -
Ingressos: R$12,00
De quarta a domingo, das 12h às 23hs
Rio Centro - Recreio dos Bandeirantes

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Mulheres que amam de mais!



“Quando estarmos apaixonados significa sofrimento; quando a maior parte das nossas conversas com amigas íntimas é sobre ele, os seus problemas, o que ele pensa, os seus sentimentos… quando quase todas as nossas frases começam por «ele…», estamos a amar de mais.

...

Quando a nossa relação põe em risco o nosso bem-estar emocional e até,

talvez, a nossa saúde física e a nossa segurança,

estamos sem dúvida a amar de mais. Apesar de toda a dor e insatisfação,

amar demasiado é uma experiência tão comum

para tantas mulheres que acabamos por chegar a acreditar

que essa é a forma como devem ser as relações íntimas.

Muitas de nós amámos de mais,

mesmo que tenha sido apenas uma vez,

e para muitas de nós a situação foi recorrente.

Algumas de nós tornámo-nos tão obcecadas

pelo nosso parceiro e pela relação

que mal somos capazes de funcionar.

...amar se transforma em amar de mais

quando o nosso parceiro é inadequado, desatencioso

e indisponível, e mesmo assim não podemos prescindir dele…

aliás ainda o queremos e necessitamos mais dele.

Viremos a entender como querer o amor,

desejar o amor, se torna uma dependência.”

(Prefácio do livro: Mulheres Que Amam Demais)


OS DOZE PASSOS DE MADA
  • Admitimos que éramos impotentes perante os relacionamentos e que tínhamos perdido o controle de nossas vidas.
  • Passamos acreditar que um poder superior a nós mesmas poderia nos devolver a sanidade.
  • Decidimos entregar nossas vidas aos cuidados de Deus, na maneira como O concebíamos.
  • Fizemos um minucioso e destemido inventário moral de nós mesmas.
  • Admitimos perante Deus, perante nós mesmas e outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas.
  • Nos dispusemos inteiramente a deixar que Deus removesse os defeitos do nosso caráter.
  • Humildemente, pedimos a Ele que nos livrasse de nossas imperfeições.
  • Fizemos uma lista de todas as pessoas que prejudicamos e nos dispusemos a reparar os erros que cometemos com elas.
  • Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-lo significasse prejudicá-las ou a outrem.
  • Continuamos fazendo o inventário pessoal e, quando estávamos erradas, nós o admitíamos prontamente.
  • Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade e forças para realizar essa vontade.
  • Graças a esses passos, experimentamos um despertar espiritual e procuramos transmitir essa mensagem a outras mulheres, dependentes de pessoas. Procuramos praticar esses princípios em todas as nossas atividades. Nada, absolutamente nada, acontece por equívoco no mundo de Deus.... A não ser que eu aceite a vida totalmente do jeito que ela é, não poderei ser feliz. Preciso me concentrar menos no que é preciso mudar no mundo e mais no que eu preciso mudar em mim e nas minhas atitudes.
-OS DOZE PASSOS DE MADA (Adaptados de A.A.)-



Confira alguns endereços e reuniões do Mada

Ceará
Grupo MADA RENASCER
Rua. D.Sebastião Leme, 819 - Bairro de Fátima - Fortaleza Espaço Cultural Escola Vila Reunião: 4ª feira das 19h às 21h (aberto desde 07/05/2003)
E-mail: madafortaleza@yahoo.com.br

Paraíba
Grupo MADA LUZ DIVINA

Av. 1º de Maio, 146-A - Jaguaribe - João Pessoa - PB Casa da Cidadania de Jaguaribe (esq. c/ Av.Vasco da Gama) Reunião: 4ª feira das 17h às 19h (aberto desde 23/07/2000)



Distrito Federal

Grupo MADA ASA SUL Av. W5, SGAS 905 Sul - Lote 01 - Asa Sul - Brasília - DF Paróquia Igreja de Santa Cruz e Santa Edwiges Reuniões: 3ª feira das 19h30m às 21h30m ........... Domingo das 17h às 19h (aberto desde 1994) e-mail: grupomada.df@gmail.com



Paraná
Grupo MADA CURITIBA
Rua 24 de Maio, 95 – Centro Igreja Bom Jesus – sala térrea Reunião: Sábado das 17h às 19h (aberto desde junho/2001)

Rua 24 de Maio, 95 – Centro Igreja Bom Jesus – sala 15 Reunião: 4ª feira das 19h às 21h (aberto desde 2008)

Tel.: (41) 3343-7884 E-mail: grupomadacuritiba@uol.com.br



Rio Grande do Sul
Grupo MADA INDEPENDÊNCIA


Rua Independência, 993 - Independência - Porto Alegre (Sede da Cruz Vermelha) - sala 02 fundos Reunião: Domingo das 18h30m às 20h30m (aberto desde 18/06/2000) E-mail: madaindependencia.poars@mail.com


São Paulo
Grupo MADA JARDINS

Rua Sampaio Vidal, 1.055 – 1º andar - Jardins Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro Reuniões: 3ª e 5ª feira das 20h30m às 22h ..............Sábado das 18h30m às 20h30m (aberto desde 16/04/1994) Email: madajardins@yahoo.com.br


Grupo MADA SANTO ANDRÉ Rua Padre Capra nº 84, sala 07 - Bairro Assunção- Santo André/SP Centro Comunitário Padre Luis Capra Reunião: 4ª feira das 20h às 22h (aberto desde 12/08/2007) Email: madasantoandre@yahoo.com.br



Pernambuco
Grupo MADA RECIFE
Rua Marquês de Valença, 350 - Boa Viagem - Recife Paróquia de Nossa Senhora de Fátima Referência: Por trás do Colégio Santos Dumont Reunião: Domingo das 15h30m às 17h30m
............5ª feira das 19h às 21h (aberto desde 11/03/2007) E-mail: mada_recife@hotmail.com

Mato Grosso
Grupo MADA VÁRZEA-GRANDE Reuniões suspensas por tempo indeterminado (aberto desde 25/11/2006) Tel. de contato p/ quem tenha interesse: (65) 9986-3735 E-mail: roseps@uol.com.br

Rio de Janeiro
Grupo MADA do Rio

E-mail: madarj1999@yahoo.com.br



Grupo MADA ANDARAÍ
Rua Adalberto Aranha, nº 48 - Sala 206 - Andaraí/Tijuca Paróquia Sangue de Cristo (Aldeia Campista) Reunião: 3ª feira das 19h às 21h (aberto desde 22/04/2008)
Grupo MADA TIJUCA
Rua Adalberto Aranha, nº 48 - Sala 206 - Tijuca/Andaraí
Paróquia Sangue de Cristo (Aldeia Campista)
Reunião: 3ª feira das 19h às 21h
(aberto desde 22/04/2008)

Rua Barão de Mesquita, 275 - Tijuca
(Igreja Santo Afonso) (Rua Santo Afonso)
Reunião: Domingo das 15h30m às 17h30m
(aberto desde 06/07/2003)

Grupo MADA BARRA
Rua Jornalista Ricardo Marinho, 301. Sala 06 - Barra da Tijuca
Centro Pastoral Santa Rosa de Lima - Parque das Rosas
Reunião: 6ª feira das 19h30m às 21h30m
(aberto desde dez/2001)

Grupo MADA ILHA DO GOVERNADOR

Rua Dr Agenor de Almeida Loyola, 67 Bancários - Ilha do Governador - (antiga Estrada Porteira) Reunião: 4ª feira das 19h30m às 21h30m (aberto desde 10/10/2001)



Grupo MADA LEBLON Av. Afrânio de Melo Franco, 300 - Leblon Igreja Stºs Anjos (entrada lateral da igreja) - (ao lado do Scala) Reunião: 3ª feira das 18h às 20h (aberto desde 06/07/1999)
(não há reuniões na 1ª terça-feira de cada mês, logo depois do 1º domingo, por requisição da Igreja)



Minas Gerais Grupo MADA - BH 1

Rua Aimorés, 1123 - Funcionários - Belo Horizonte Clínica Espaço Aberto, próximo da Igreja Boa Viagem Reunião: 2ª feira das 19h às 21h

Grupo MADA - BH 2 Rua Espírito Santo, 1059, sala 402 - Centro - Belo Horizonte Reunião: 2ª feira das 14h30m às 16h30m (aberto desde 15/05/2003) E-mail: madabh@terra.com.br



MAIORES INFORMAÇÕES
http://www.grupomada.com.br/





Livro:

Mulheres que Amam Demais
Norwood, Robin / ARX



“Dependência é uma palavra assustadora. Recorda imagens de viciados em heroína a enfiarem agulhas nos braços e a levarem, obviamente, vidas autodestrutivas. Não gostamos da palavra e não queremos aplicar o conceito à forma como nos relacionamos com os homens. Mas muitas, muitas de nós, têm sido «drogadas de homens», e tal como qualquer outro dependente temos de aceitar a gravidade do nosso estado antes de podermos recompor-nos.



Se alguma vez deu consigo obcecada por um homem, pode ter suspeitado que a raiz dessa obsessão é, não o amor, mas o medo. Todas nós que amámos obsessivamente estávamos cheias de medo. Medo de estarmos sós, de sermos inaptas para ser amadas e indignas disso, medo de sermos ignoradas, abandonadas ou destruídas. Damos o nosso amor na esperança desesperada de que o homem por quem estamos obcecadas trate dos nossos medos. Em vez disso, os nossos medos e obsessões aumentam até que dar amor para o recebermos se torna uma força dominante nas nossas vidas. E como a nossa estratégia não resulta,tentamos amar ainda mais. Amamos de mais.



...

Não tenciono insinuar que as mulheres são as únicas a amar de mais. Há homens que praticam essa obsessão com certos relacionamentos com o mesmo fervor do que qualquer mulher, ...



Espero que este livro possa ser uma ajuda para quem quer que ame de mais, mas foi especialmente escrito para mulheres, porque amar de mais é basicamente um fenômeno feminino. O seu objetivo é muito específico: ajudar mulheres com padrões destrutivos de relacionamento com homens a reconhecerem esse fato, a compreenderem a origem desses padrões e a ganharem as armas que as farão mudar de vida.

Mas se for uma mulher que ama de mais, devo preveni-la de que não é um livro de leitura fácil. De facto, se a definição se lhe adapta e passar por este livro sem ser afectada nem tocada, ou se der consigo aborrecida ou arreliada ou incapaz de se concentrar no material aqui apresentado ou apenas capaz de pensar que ele poderia ajudar outra pessoa, sugiro que leia o livro mais tarde. Todos nós precisamos de negar o que é demasiado doloroso ou ameaçador para poder ser aceite por nós. A negação é um meio natural de autoprotecção que atua automaticamente e espontaneamente. Talvez numa leitura posterior seja capaz de enfrentar as suas próprias experiências e sentimentos mais profundos.



... As histórias relatadas neste livro podem parecer-lhe extremas. Garanto-lhe que a verdade é o contrário. As personalidades características e as histórias que se me depararam entre centenas de mulheres que conheci pessoalmente e profissionalmente que se adaptam à categoria de amar de mais não estão de forma alguma exageradas aqui. As suas verdadeiras histórias são muito mais complicadas e dolorosas. Se os seus problemas parecem muito mais graves e desesperados do que o seu, deixe-me que lhe diga que essa é a reacção típica da maior parte das minhas clientes. Cada uma de nós crê que o seu problema «não é assim tão mau», mesmo quando se solidariza por compaixão com a luta de outras mulheres, que, na sua opinião, têm problemas «verdadeiros».



É essa uma das ironias da vida. As mulheres capazes de reagir com simpatia e compreensão à dor na vida de outrem mantêm-se, contudo, cegas à dor que existe na sua própria vida. Sei muito bem disto, já que eu fui quase toda a minha vida uma mulher que amou de mais, até que o reflexo na minha saúde física e emocional foi tão grave que me vi obrigada a analisar o meu padrão de relacionamento com homens. Tenho passado os últimos anos a tentar arduamente mudar esse padrão. Têm sido os anos mais compensadores da minha vida.



...

A escolha é sua. Se optar por iniciar o processo de cura, passará de uma mulher que ama outrem a ponto de sofrer para uma mulher que se ama o suficiente para se poupar à dor.”

sábado, 22 de novembro de 2008

Ninfas da Natureza


Fonte de Vida

Energia Cósmica

Ar

Água

Terra

Fogo

O Quinto Elemento

A Perfeita Integração

Musas do Universo

Ninfas da natureza

Mulheres

Deusas




Van,

Linda Borboleta
de encantos mil
Estrela da Manhã
Doce Brisa
Fada da Amizade
Charmosa Dama
Bela Tulipa
Solitária flor
Ser Alado
Diamante
Mulher



Orquídea

Dama do Lago
Dama da Noite
Ninfa das Águas


Ninfa dos Mares
Alga Marinha
Estrela-do-Mar
Filha de Njord
Musa da Emoção
Renascida de Vênus
De olhar sedutor
Pérola Negra
Formosa Sereia
Ser Místico
Deusa da Compaixão
Encanto de Mulher



Sam,

Musa Amiga
Corajosa Dama
Filha de Gaia
Delicada Violeta
de suave perfume
Olhar de Jade


Pedra Preciosa
Retentora da Vida
Fonte Sagrada
Ursa Maior
Deusa-mãe
Adorável fortaleza
Porto Seguro
Mulher




Soberana Nati

Filha do Sol
Protegida de Zeus
Impetuosa Senhora
Majestosa Dama
Poderoso Ser
Musa da Dança


Ninfa da Transformação
Guardiã do Fogo
Fogo Sagrado
Dádiva Divina
Ofertada aos Homens
por Prometeu
Fascinante Ser
Sedutora Dama
Raio de Luz
Diva


Menina
Mulher



Misteriosa Dama

Gota do Mar
Pedra Sagrada
Anjo Protetor
Ser Genuíno
Guardiã do Universo
Senhora do Tempo
Luz Cristalina
Fada da Luz
Magnífico Ser


Ninfa da Cura
Profetiza
Lilium
Mulher


quinta-feira, 20 de novembro de 2008

T P M


Você mal abre os olhos e já sente um nó na garganta.
Primeiro você quer brigar com todo mundo.
Depois vem aquela vontade inexplicável de chorar.

Quais dos sintomas pré-menstruais seguintes você já sentiu?
  • Irritabilidade
  • Raiva
  • Nervosismo
  • Ansiedade
  • Tensão
  • Choro fácil
  • Sensação de rejeição
  • Fome excessiva
  • Desejo por doces
  • Sensação de estar fora de controle
  • Interferência na produtividade ou eficiência no trabalho
  • Interfere no relacionamento com familiares, amigos ou namorado
  • Interfere nas atividades sociais e de lazer

A TPM chegou.
Dias intermináveis que até você
não se reconhece.

Nas duas semanas que antecedem a menstruação,
aparece uma série de desconfortos que só diminuem
alguns dias após o início do sangramento menstrual.

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde classificou
a TPM como síndrome,
pois ela envolve não apenas
o lado emocional, mas também sintomas físicos.


Existem várias hipóteses para o aparecimento da TPM:
alterações hormonais, mudanças que esta fase provoca
na transmissão dos impulsos nervosos do cérebro,
características genéticas e diversas outras possibilidades.

Qualquer que seja a causa não há como negar sua existência.
Mas, como veremos, podemos prevenir que ela apareça.


“Meu corpo manda uma mensagem: é hoje."
Renata, 21 anos.

“Quero trabalhar bem todos os dias, mas parece que em alguns dias nada dá certo.
"
Jaqueline, 19 anos.


“Eu prefiro ficar longe dele por uns dias,
quando sinto os sintomas da TPM."

Gabriela, 27 anos.

"Existem dias em que não tenho vontade de fazer nada."
Ana Paula, 18 anos.


A TPM pode provocar uma série de sintomas físicos e emocionais.

Sintomas emocionais: depressão, ansiedade/tensão, alterações de humor, irritabilidade, interesse diminuído nas atividade do dia-a-dia, dificuldade de concentração

.
Sintomas físicos: dor ou sensibilidade mamária, inchaço, náuseas, mudança de apetite, cólicas, Falta de energia, Aumento do sono ou insônia.


O que os homens precisam saber sobre a TPM

A coisa mais importante que os homens precisam saber sobre a TPM é
que piadas sobre a TPM podem prejudicar o namoro ou o casamento!
TPM é algo sério, que merece respeito. A melhor atitude é a compreensão.
O homem deve dar apoio, ser solidário.


Estudos afirmam que 85% das mulheres sentem algum tipo de desconforto físico, emocional ou comportamental relacionados ao ciclo menstrual, especialmente na fase pré-menstrual.


Nas mulheres que apresentam TPM, os sintomas na pré-menstrual começam por volta dos 14 anos de idade e terminam no climatérico, mais ou menos aos 50 anos. Como esses sintomas estão presentes em média 6 dias de cada ciclo, as mulheres sentirão desconforto por aproximadamente 2800 dias, ou entre 7 e 8 anos de sua vida!


Seu médico é a pessoa que de fato pode ajudar você.
A medicina tem hoje boa compreensão
dos sintomas da TPM e pode transformar
esse momentos difíceis em um período com menos sintomas, com alívio e, consequentemente, mais ativos.


quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Seminário Internacional



“Irmãs de Nora”

Desigualdade:
gênero, raça e sociedade.

Os desafios da mulher na sociedade atual e
as vozes femininas na Obra de Henrik Ibsen



26 de novembro de 2006 - 9:30h
Auditório Padre Anchieta
Pilotis do Prédio Cardeal Leme


Pontifícia Universidade Católica
R. Mq de S. Vicente, 225, Gávea, Rio de Janeiro


















Inscrições
irmasdenora@puc-rio.br

Haverá tradução simultânea inglês / Português e Português/ inglês
As vagas serão distribuídas por ordem de inscrição.
O auditório comporta 160 assentos.




Consulado Geral da Noruega



09:30 – Boas-vindas dadas pelo reitor Pe. Jesús Hortal, S. J, e pelo diretor do dep. De letras Julio Diniz.


10:00 – Abertura de sua Excia, Kell Erik Oie
(Vice-ministro do Ministério Norueguês de Igualdade de Gênero e da criança)


10:15Palestra:
“Desafios dos direitos da mulher no Brasil e
as experiências da Secretaria especial de políticas para as mulheres”



10:45 – Palestra:
“ Mulheres em novos tempos”


11:30 – Discussão – comentários:
Decana do Ctch, Dra. Maria Clara Bingemer
Prof. Doutora Ana Mariaa Nocolaci da Costa
(Depto. De psicologia, Puc-Rio)
Prof. Teresa Menezes
(Autora do livro:Ibsen e o novo sujeito da modernidade)


12:00 – Henrik Ibsen e Casa de Boneca
Um drama sobre o papel da mulher e a liberdade?
Prof. Dr. Helge Ronning, Universidade de Oslo. Noruega


12:30 – Almoço Buffet

14:00 – “As vozes femininas em Ibsen”
Performance das atrizes Maria Ceiça e Zezé Motta
e acompanhamento musical


15:00 – Intervalo para o café


15:15 – “Sisters at war”
Conferencia de Arse Seierstad
(Escritora, jornalista e autora de O livreiro de Caul)


16:00 - Discussão dirigida pela Prof. Dra. Sonia Maria Giacomini
(Depto. De Sociologia e Política, PUC- Rio)

17:00 - Recepção no solar da PUC
O seminário será encerrado com uma recepção
oferecida por Sua Excia. S.E. Turid B. Rodrigues Eusébio
(embaixadora da Noruega) e Anne Vibeke Lillo
(Cônsul Geral da Noruega) e contará com uma performance do saxofonista norueguês Trygve Seim.






Lançamento do livro Henrik Ibsen no Brasil,
Editora PUC-Rio / 7 letras

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Homens complicados









Eu acho os homens tão interessantes...
e complicados ao mesmo tempo,
ainda vou escrever um livro a respeito deles,
aguardem!


Eles vivem dizendo que nós - mulheres -
é que somos difíceis de sermos entendidas,
mas eles são tão complicados quanto...



As mulheres devem concordar comigo,
tem homem que parece um urso.
Fica na dele, hibernando um tempão,
aí de repente, sai da "caverna" e
começa a comer tudo o que vem pela frente...


Já o homem leão
é aquele que aparenta ser o rei do pedaço,
ele só ruge e espera atenção, serviços prestados; fica na dele até chegar um leão mais novo que ruja mais forte; aí ele
mete o rabo entre as pernas e parte pra outra.



O homem garanhão
pega todas e vai só contando vantagem...

só conquistando...
até que um dia quebra a cara,
porque é conquistado,
depois de conquistado é desprezado e
experimenta o que fez durante a vida toda.



O galinha
é aquele que não sabe com quem vai ficar,

fica com uma, cisca, cisca,
depois vê outra mais bonita,
larga aquela e parte pra outra,
depois vê outra com a bunda maior,
ele larga aquela e parte pra outra e
assim vai levando a vida até que...
a vida passa!
E ele envelhece só.
Vira um galo velho.


Ainda temos o homem "serial":
ele vai colecionando as mulheres por números...
" Eu já tive 5, 10, 12... agora são 22..."
(as numera como se fossem troféus).
Depois ele comenta na roda com os amigos:
"Tá vendo aquela ali?
Peguei...
e aquela do lado dela?
Peguei tb...
a outra lá, na outra ponta...
peguei!"


Pobre criatura...

pegou tantas e não pegou nenhuma!
Aliás, deve ter pego sim, uma doença venérea...
E esse negócio de "pegar mulher", é muito vulgar!!
Porque mulher não se pega...
mulher se conquista,
a mulher é uma dádiva!


Tem que chegar com jeito,
com doçura, com carinho,
com palavras de amor.

Uma mulher que ama é a mais linda de todas!

É aquela que abre o coração e abriga.
AMA!

E isso eu enfatizo bem:
Uma mulher que se ama e
é amada é a mais linda de todas!

É plena, completa, realizada e feliz!


Infelizmente a maioria dos homens
não se satisfaz com uma mulher só,

a curiosidade deles é ilimitada...
querem medir os seios,
ver qual deles cabe melhor na palma das mãos...

querem medir a profundidade da mulher,
se ela é quente, se é fria, se rebola igual...
se rebola diferente....
ah, maldita curiosidade!
Eles não aguentam a curiosidade!
E por aí vão, caminho a fora,
pegadores, conquistadores,
devoradores das carentes de amor.




São raros os cativantes,
aqueles que olham a mulher pela alma
e não pela grossura da coxa,
nem pelo diâmetro da cintura,
nem pela exuberância dos quadris.




O cativante
olha a mulher pela íris, nos olhos,
enxerga quem ela é.
Aí, ele não a conquista a princípio,
ele cativa.


Uma vez cativada,
a mulher é capaz de amar sem limites.
O que conquista,
logo sente vontade de conquistar novamente,
mas o que cativa, se prende também,
porque sente vontade de cuidar
do que com tanto carinho e
zelo conseguiu cativar.


(Dani Pipoka)

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Não tente entender a alma de uma mulher...

Não tente entender a alma de uma mulher sem antes amá-la.

Somente quem ama uma mulher em sua essência

pode compreender o que lhe passa na alma.

Não estou me referindo ao amor carnal,

este tudo o que enxerga é a aparência, o exterior.

Para se entender uma mulher, precisa enxergá-la.

Ir bem fundo, impregnar-se,

desvendar todas as camadas até atingir-lhe a alma,

o que nela está oculta.

Poucos homens sabem amar uma mulher.

Poucos serão capazes de penetrar-lhe na alma.

Passarão a vida sem entendê-la.

Sua namorada, esposa, companheira, amiga, mãe, irmã

nada mais são do que completas estranhas.



Muitas mulheres também são incapazes

de conhecer a alma feminina.

São estranhas de si.

Ao menos são capazes de se amarem, se respeitarem.

Estão perdidas num mundo irreal,

presas a aparências, escondidas de si mesmas.

E passaram pela vida sem se conhecerem realmente.

Se deixando corromper, usar-se como mero objeto,

seduzir-se, enganar-se por uma fantasia.

Numa fuga alucinante e insensata.

Poucas se dão conta disso.

Esqueceram o que é ser uma mulher, em sua plenitude;

o que isso significa.

Se afastando cada vez mais de sua essência,

tornando-se vazia, oca.

Apenas um corpo sem alma.


A perfeita negação do ser.

Profanando o sagrado.



Outras desconhecem completamente tal significado.

As mulheres que deviam transmitir-lhes tais conceitos

falharam na missão por ignorância ou

simplesmente por negarem tal conhecimento.

Se deixaram corromper por falsas promessas,

por atitudes impensadas

afastando-se de sua essência.

Valores errôneos foram passados a estas meninas

como se fossem legítimos, genuínos.

E cada vez mais a essência feminina e sagrada é enterrada,

jogada num abismo sem fundo.




Outras, apesar das adversidades,

carregam tal sabedoria enraizado em si.

Estas ouvem a voz da alma que as orienta e

as aproxima de si mesmas.

São a esperança de que tal conhecimento

não se perderá no espaço nem no tempo.

São sacerdotisas,

guardiãs do conhecimento milenar

encarregadas de manter o equilíbrio cósmico.

São mulheres únicas, especiais, inteiras.



Ser mulher não está na aparência,

ter roupas da moda, um corpo sarado,

ser desejada, ter status, gerar filhos,

“conseguir” um bom casamento,

ser amada ou ser bem-sucedida na carreira.

Várias mulheres têm tudo isso

e se sentem vazias, infelizes.




As mulheres, antes sufocadas, reprimidas,

tornaram-se mulheres independentes,

donas de seus desejos e vontades.

Lutamos tanto por igualdade,

mas esquecemos de preservar

valores básicos à nossa natureza.

Não somos superiores aos homens, nem inferiores.

Somos diferentes.

E devemos preservar estas diferenças.

Tais diferenças é que nos tornam especiais, únicas.




Sei que poucos entenderão o teor das minhas palavras.

E isso é até natural no mundo em que vivemos,

onde valores primordiais foram esquecidos,

negados, rejeitados, distorcidos.

Tudo passou a ser muito normal, corriqueiro.


Tudo o que importa é o TER,

o status, a beleza fugaz.

Não importa o preço que se paga por isso.

O SER perdeu sua importância.

Não é à toa que vivemos num caos.

Estamos colhendo apenas o que plantamos,

por desprezar princípios básicos à vida.

É o preço que temos que pagar

por nossa falta de responsabilidade

diante à vida e ao planeta.

Por acaso nos tornamos deuses?

Esquecemos, ou melhor, preferimos ignorar que

para ter liberdade é necessário ter,
antes, responsabilidade.

Somos tão arrogantes

que desafiamos às leis do universo.



Pobres mortais!

Não passamos de poeira cósmica neste vasto universo.

Seríamos aniquilados uma fração de segundos.