domingo, 7 de junho de 2009

Lista de espécies da flora e fauna ameaçadas de extinção









A exploração inadequada dos recursos naturais, poluição, destruição do habitat do animal, tráfico de animais silvestres e introdução de novos predadores têm causado a extinção de centenas de espécies da fauna brasileira e mundial.

O IBAMA divulga uma lista de animais em extinção no Brasil, sendo a maioria das espécies de animais brasileiros oriundas da Amazônia, Mata Atlântica e Pantanal. Confira a lista das espécies e animais ameaçados de extinção no Brasil e no mundo.


Mamíferos ameaçados:
  • Antílope-tibetano (Pantholops hodgsonii)
  • Elefante-indiano (Elephas maximus)
  • Elefante-da-floresta (Loxodonta cyclotis)
  • Elefante-da-savana (Loxodonta africana)
  • Baleia-azul (Balaenoptera musculus )
  • Chimpanzé (Pan troglodytes)
  • Gorila-do-ocidente (Gorilla gorilla)
  • Gorila-do-oriente (Gorilla beringei)
  • Leopardo (Panthera pardus)
  • Lobo-vermelho (Canis rufus)
  • Morcego-cinza (Myotis grisescens)
  • Muriqui (Brachyteles arachnoides)
  • Orangotango (Pongo pygmaeus e Pongo abelii)
  • Panda-gigante (Ailuropoda melanoleuca)
  • Peixe-boi (Trichechus manatus)
  • Rinoceronte-de-sumatra (Dicerorhinus sumatrensis)
  • Tigre (Panthera tigris)
  • Onça-Pintada
  • Urso-polar (Ursus maritimus)
  • Veado (Elaphurus davidianus)
  • Tatu-canastra (Priodontes maximus)
  • Anta (Tapirus terrestris)
  • Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus)
  • Onça-pintada (Panthera onca),
  • Cachorro-do-mato-vinagre (Speothos venaticus)
  • Queixada (Tayassu pecari)

Aves ameaçadas
  • Andorinha-de-coleira (Atticora melanoleuca)
  • Arara-azul-de-lear
  • Arara-de-spix
  • Ararajuba,
  • Arara-azul-grande
  • Arara-azul-pequena
  • Ararinha-azul
  • Araracanga ou Arara-piranga
  • Arara-de-barriga-amarela
  • Arara-vermelha
  • Bacurau-de-rabo-branco
  • Bicudo-verdadeiro
  • Cardeal-da-amazônia
  • Cuiu-cuiu
  • Derbiana
  • Gavião-pintado (Accipiter poliogaster)
  • Jacutinga (Aburria jacutinga)
  • Maracanã
  • Papagaio
  • Papagaio-do-peito-roxo
  • Papagaio-do-espírito-santo
  • Pomba-goura
  • Pica-pau-amarelo (Celeus flavus)
  • Rolinha
  • Tucano-de-bico-preto
  • Loris amor amor
  • Três espécies de tiriba

Répteis ameaçados
  • Tartaruga-marinha
  • Tartaruga-de-couro
  • Dragão-de-komodo
  • Jacaré-de-papo-amarelo

Peixes ameaçados
  • Tubarão-baleia (Rhincodon typus)
  • Surubim-do-paraíba (Steindochneridion parahybae),
  • Jaú (Zungaro jahu)
  • Pirapitinga (Brycon nattereri).

Crustáceos ameaçados
  • Caranguejo-amarelo (Gecarcinus lagostoma)


Artrópodes ameaçados
  • Borboleta-da-restinga (Parides ascanius)

Invertebrados ameaçados
  • Minhoca-branca (Fimoscolex sporadochaetus),
  • Minhocuçu ou minhoca-gigante (Rhinodrilus fafner),
  • Besouro-de-chifre (Megasoma gyas)
  • Libélula ou cavalo-de-judeu (Castoraeschna margarethae).


Plantas ameaçadas
  • Pau-brasil
  • Pau-de-cabinda
  • Jacarandá
  • Andiroba
  • Cedro
  • Mógno
  • Pau-Rosa
  • Café-marrom
  • Pilosocereus aurisetus
  • Tacinga werneri
  • Orquídeas e bromélias que ocorriam na Região Central no Brasil






As novas Listas Vermelhas da Flora e da Fauna Ameaçadas de Extinção de Minas Gerais mostram uma realidade assustadora: 1,4 mil animais e 1.127 plantas estão ameaçados. 626 espécies de animais brasileiros correm risco de sumir da natureza.

Desde 1995, houve aumento de 54% no número dos bichos em processo de vulnerabilidade. Os vilões são conhecidos: o desmatamento, a poluição e o comércio ilegal.

Centenas de espécies se tornarão extintas antes que algum botânico tenha chance de classificá-las. Centenas de outras cairão no esquecimento, inteiramente desconhecidas. Num espaço de trinta anos, 60 000 espécies de plantas terão desaparecido da face da Terra, sentencia Peter Raven, diretor do Jardim Botânico do Missouri, nos Estados Unidos. No ano 2040 restarão poucas florestas em todo o mundo. A perda total das árvores trará consigo o sofrimento humano, e diante dele a destruição da vida das plantas vai parecer um problema supérfluo. Assim, vale a pena gastar tempo para aproveitar um pouco da flora exótica enquanto podemos nos dar a esse luxo. Se não virarmos a folha rapidamente, não haverá novas folhas a serem viradas.


Hibisco, Hibiscus liliiflorus
Habitat: Ilha Rodrigues (Oceano Indico) Situação: quase extinto
Esta planta tem sido destruída como que por mágica. Os nativos da ilha acreditam que ela tem poderes sobrenaturais, e por isso a cortam tão rapidamente quanto ela cresce. Este hibisco é diferente daqueles que nos acostumamos a ver enfeitando os jardins, que não estão ameaçados de extinção.


Cipreste-de-tassili, Cupressus dupreziana
Habitat: Saara Situação: ameaçado pela desertificação
Este cipreste floresceu no Saara quando ali ainda existiam florestas, até cerca de 2 milhões de anos atrás. Em Tassili, na Argélia, sobrevive esquecida uma colônia de 150 árvores, das quais a mais velha era uma jovem quando Cleópatra governava o Egito (51-30 a.C). Essas árvores, agora, pararam de se regenerar e morrerão, a menos que consigam se readaptar.


Olmo-europeu, Ulmus parvifolia
Habitat: Europa Situação: quase extinto
A doença que ataca o olmo é conhecida na Europa desde 1910. Foi mais tarde detectada nos Estados Unidos e reimportada para a Europa, por acidente, na década de 70 via Amsterdã. Por isso é chamada de doença holandesa do olmo. Alguns sobrevivem na França e há uma pequena colônia em Brighton, Inglaterra, que resistiu à grande tempestade que se abateu sobre a cidade em 1987. Fora daí, nunca mais se viu um olmo adulto na Inglaterra e dentro de pouco tempo também deixará de existir na França.


Sirongylodon macrobotrys
Habitat: Filipinas Situação: em via de extinção
Cresce nas florestas das Filipinas e dá uma rara flor verde, da cor do jade, considerada por muitos botânicos a mais linda do mundo. Entretanto, a próxima geração de botânicos poderá ter de escolher uma nova flor favorita, pois as florestas que até recentemente cobriam a maior parte do país estão desaparecendo. Resta como consolo saber que, além das Filipinas, essa planta existe em outros lugares do mundo, pois tem alto valor comercial. No Brasil, é conhecida como flor-de-jade.


Ochrosia borbonica (sem nome em português)
Habitat: Ilha Reunião Situação: ameaçada pelo desmatamento
Se essa planta se extinguir, será uma péssima notícia não só para os botânicos mas também para os cientistas que pesquisam o câncer. Uma das mais ameaçadas da Ilha Reunião, ela contém substâncias medicinais que podem ser aproveitadas no tratamento da leucemia.


Café-marrom, Ramosmania heterophylla

Habitat: Ilha Rodrigues (Oceano Índico) Situação: condenado à extinção
Trata-se de um sobrevivente isolado na selva que tenta se proteger dos pecuaristas. Mudas estão sendo cultivadas no Kew Gardens, o Real Jardim Botânico britânico, mas esses exemplares são estéreis. Como não produzem sementes, a espécie está condenada. O café-marrom é parente dos cafeeiros plantados no Brasil.


Acer saccharinum (sem nome em português)
Habitat: leste dos Estados Unidos e leste do Canadá Situação: em declínio
Árvore símbolo do Canadá, ela vem sendo destruída pela poluição industrial, proveniente dos Estados Unidos. Dois milhões delas foram mortos, vítimas da chuva ácida provocada pelas emissões de enxofre das estações de energia situadas na Pensilvânia e em Ohio.


Castanheira-do-pará, Bertholettia excelsa
Habitat: Amazônia Situação: ameaçada pelo desmatamento
Esta é uma das grandes árvores da Amazônia. Mede 50 metros quando está totalmente crescida e vem sendo aniquilada pela substituição das matas por pastagens. A destruição da floresta faz com que essas árvores desapareçam rapidamente.

Tournefortia arborescens (sem nome em português)
Habitat: Ilha Reunião (Oceano Índico) Situação: extinta
Esta é a imagem de uma planta que não existe mais. Ela se extinguiu nos anos 80. Centenas de outras espécies estão seguindo o mesmo caminho, o da extinção.


Caroba-da-somalia, Cerafonia oreothauma
Habitat: Omã e Somália Situação: declinando rapidamente
Hoje, centenas de somalis se aquecem, como fizeram durante séculos, com o fogo da madeira dessa planta (uma leguminosa, que dá frutos em forma de legume, como o feijão, por exemplo). Além disso, os rebanhos se alimentam das plantas jovens. No Brasil também existe uma planta chamada caroba, mas é da família do ipê.


http://www.mma.gov.br/port/sbf/fauna/index.cfm

A grande degradação da biodiversidade e dos ecossistemas é uma preocupação global, pois causam uma série de problemas ambientais, entre eles a perda de funções ambientais e de inúmeras espécies de grande importância econômica, estética, científica, genética e ecológica.



IBAMA LINHA VERDE
www.Ibama.gov.br
Denúncias 0800618080

4 comentários:

Silvia disse...

Lamentável que ainda estejamos destruindo a natureza!

Nobre Viking disse...

Esta lista cresce a cada dia.
O homem precisa parar de destruir a natureza.
Ou em breve ele tbm estará desta lista.

ARANOI disse...

Amore essa trepadeira jade e um dos meus sonhos para ter em minha casa...
nao tenho infelizmente mas terei.
bjocas

Anônimo disse...

eu creio que os animais e as florestas não deviam ser extintos, pois eles são muito importantes para a vida do ser humano.

Postar um comentário

Gostaria de saber sua opinião.